Archive for março 2012 | Monthly archive page

Pinturas na areia por Andres Amador

O artista americano Andres Amador grava desenhos na areia de praias durante as luas cheias, para trabalhar durante a maré baixa, quando suas obras atingem o maior potencial. Ele conta com a ajuda do Google Earth para escolher os melhores locais.

Usando apenas um ancinho (ferramenta de jardinagem) e alguns ajudantes, ele faz formas geométricas e orgânicas, sempre interagindo com a topografia do local, como as pedras em um jardim zen.

As obras duram pouco tempo, muitas vezes apenas o tempo necessário para serem fotografadas.

As esculturas surrealistas de Los Capinteros

Pinturas em grande escala, esculturas e instalações são apenas algumas das criações do coletivo de artistas Los Carpinteros. Formado em 1994, por Marco Antonio Castillo Valdés e Dagoberto Rodríguez Sánchez (e o amigo cubano Alexandre Arrechea, até sua partida em 2003), Los Carpinteros trabalha na tradição de associações de artesãos, renunciando à idéia de autoria individual em favor da colaboração em grupo. Inspirado pelos materiais, o  processo de Los Carpinteros investiga a forma de como a arte é feita. Misturando arquitetura, design e escultura, as peças são inicialmente concebidas em desenhos, em seguida, são cuidadosamente executados em seu estúdio com instrumentos de mão e madeira e fabricados em carpintaria. O fim da construção tem resultados belos e sedutores, com contradições inesperadas e uma boa dose de humor.

 

Tortas Pantone

Para a última edição da revista de alimentos Fricote, a diretora de arte francesa Emilie Guelpa criou estas maravilhosas tortas Pantone, todas codificados por cores exatas da Pantone!

 

 

 

 

 

 

Karen Walker

A estilista Karen Walker é famosa pela sua linha de óculos com formas incríveis e inusitadas.

Mantendo seu bom humor, ela também cria joias delicadas e divertidas. Em sua última campanha,  ela mantém o seu estilo peculiar expondo as jóias em mini esculturas de louça com um toque retrô.

 

Aminimal

Encontrando o equilíbrio entre simplicidade e complexidade, o projeto do casal John e Svetlana (Lana) Briscella mescla integralmente os seus talentos em Aminimal, um estúdio multifacetado que impulsiona as dimensões do design industrial. Adequadamente denominado, Aminimal tem como objetivo artístico acabar com a crença de que o design minimalista vem de conceitos limitados. “Aminimal tem a palavra ‘mínima’ dentro, mas se lê atípicamente, como alguma coisa diferente”, explica Lana. O nome “Aminimal” também é muitas vezes interpretado como a palavra “animal”, um deslize que a dupla criativa engloba e, ocasionalmente, integra a seus projetos.

Com sede no Brooklyn, em Nova Iorque, os projetos da dupla têm um apelo abstrato e urbanista. Abrindo mão de suas viagens e residências em várias cidades, bem como da formação acadêmica de John em estratégias urbanas, Aminimal desenha a partir dos padrões de grades de espaços metropolitanos para criar mapas personalizados de lembranças. Transformar um local de um encontro memorável em comemorativo e, no caso do Conselho de Cork NYC, em peças de arte funcionais, Aminimal celebra “uma ligação emocional com a cidade.”

Inicialmente explorando a energia dos pontos de interseção através do design de uma lâmpada, chamada de Sistema de de Iluminação de Janela de Contato em formato poligonal – Aminimal adicionou anatomia à equação com a sua linha de jóias, a “Field Test Collection” , que foi “concebido em cima da premissa de estruturas encontradas em campos magnéticos .” O casal também criou o relógio Segunda Pele, que troca os números por luzes LED. O relógio responde a um antigo desafio de “fazer um relógio que não é um relógio”, apresentando um estudo futurista de contornos naturais da mão humana, modelado após o fluxo de água vertendo.