Posts Tagged ‘instalação’

Os guarda-chuvas coloridos de Portugal

Todo ano acontece a Agitagueda, festival de arte da região de Agueda em Portugal.

Muitas cores, formas e texturas. E uma das artistas que contribui para o movimento é Patrícia Almeida.

Sua instalação com diferentes guarda-chuvas nas mais variadas combinações confere um ar divertido às ruas da cidade e ainda protegem do sol e da chuva.

Veja algumas imagens:

umbrellas-3 umbrellas-4 umbrellas-2 umbrellas-1

Uma instalação com fita preta

O que fazer com uma galeria vazia e 5 km de fita preta?

Para o artista polonês Monika Grzymala isso é motivo de arte.

Sua obra intitulada Raumzeichnung instalada na Galerie Crone em Berlim, faz parecer como se houvesse uma explosão na sala, com pedaços de fitas por todos os lados.

Para fazer a obra, o artista informa que foi feito intuitivamente, testando ideias até o projeto ficar completo.

grzyma-1 grzyma-2 grzyma-3 SONY DSC SONY DSC grzyma-6 SONY DSC

Apertados

Bodies in Urban Spaces (Corpos em Espaços Urbanos) é o projeto do artista alemão Cie Willi Dorner.

A obra parte de instalações temporárias, registradas a partir da interação de humanos com estruturas urbanas.

E para isso, foram contratados bailarinos que ensaiaram previamente uma coreografia para poderem se espremer por entre os vãos de prédios.

Apesar do artista ser alemão e expôr em cidades européias,  a obra assemelha-se também à realidade típica do transporte brasileiro, na qual a maioria da população não é de bailarinos, mas tem que se desdobrar nos ônibus e metrôs lotados. 

 

Instalações da Natureza

O norueguês  Rune Guneriussen traz objetos do dia a dia para perto da natureza.

Cadeiras, livros, luminárias, entre outras peças, são retiradas da esfera privada e levadas para o mundo externo, para que contracenem com árvores, animais, flores e riachos.

 

 

 

Todas as fotos foram tiradas com luz natural e sem interferências digitais na pós-produção do projeto.

É como se fosse poesia em movimento.

Veja mais: 

Obras-primas feitas com botões e tachinhas

O trabalho do artista Ran Hwang é inacreditável.

O coreano, que atualmente mora em Nova York, faz instalações, esculturas e murais utilizando somente botões, tachinhas e pérolas.

Seu trabalho, segundo ele, assemelha-se ao de um monge que faz meditação. Pois enquanto monta os painéis Ran esquece de todo o resto e só pensa na construção de sua obra.

A filosofia budista também está presente no conceito de sua obra que visa engajar o espectador nos múltiplos sentidos do vazio e da existência.

Confira: